quinta-feira, 8 de outubro de 2009

VARIANTES LINGUÍSTICAS

OFICINA GESTAR II
UNIDADES 01 E 02 TP1
VARIANTES LINGUÍSTICAS: DIALETOS E REGISTROS
VARIANTES LINGUÍSTICAS: DESFAZENDO EQUÍVOCOS
VILA RICA, 28 DE SETEMBRO DE 2009
FORMADOR: VALCIR TREVISAN


Iniciamos a oficina com o vídeo TONY MELNDEZ com o objetivo de motivar o grupo a jamais desistir diante das adversidades. Após a apresentação, quase todos os presentes estavam emocionados.
A discussão sobre “norma culta” foi produtiva, pois levou o grupo a pensar sobre o cuidado que devemos ter ao valorizarmos demasiadamente a normatização da língua para não discriminarmos os alunos classificando-os como não cultos ou incultos por ainda não dominarem a norma padrão da língua. O efeito pode ser contrário e os alunos se sentirem incapazes de aprender a língua portuguesa por não dominarem a “norma culta”.
A escola deve propiciar aos alunos, experiências com todas as variantes lingüísticas. O convívio constante com usos diferentes das variantes lingüísticas faz com que os alunos percebam as diferenças e optem por uma ou outra em situações diferentes de comunicação. Considerar apenas a norma padrão como adequada é um exagero e desconsiderá-la também é um erro.
À medida que as pessoas aumentam sua escolarização, aumenta a preocupação com o uso da norma padrão porque as situações de comunicação e o mercado de trabalho exigem mais formalidades na fala e na escrita nas mais diversas situações e o estudante sente a necessidade de dominar cada vez mais a norma padrão para adequar-se às situações diversas.
O próximo passo foi a realização da atividade proposta pelo TP, na qual os grupos discutiram o texto apresentado e as questões sugeridas.




video

Um comentário:

  1. Ohhh! Muito bom, o video faz a gente refletir na importância de cativar e desenvolver as sensibilidades humanas. Sim, podemos muito, é por isso que estou aqui Valci porque eu posso vê o brilho do seu trabalho.
    Cleonilde, Confresa.

    ResponderExcluir